André Espezim: Federalização da Furb: um avanço para a educação catarinense – Rádio Foco Livre

André Espezim: Federalização da Furb: um avanço para a educação catarinense

A Universidade Regional de Blumenau foi criada em 1964, apenas dois anos após a Universidade Federal de Santa Catarina. Foi a primeira instituição de ensino superior estabelecida fora da capital do estado. Desde 1996, tornou-se autarquia pública municipal, mas, até agora, não está federalizada.

E a sua federalização é um sonho antigo. Inclusive, já acompanhamos algumas tentativas. É um desejo não somente da cidade ou do Vale do Itajaí. É um sonho catarinense.

Hoje, Santa Catarina soma três universidades públicas, a UFSC, a Udesc e o IFSC. Juntas têm poucas unidades pelo estado, assim como as universidades comunitárias que ofertam bolsas de estudo, inclusive as do artigo 170.

Um Estado que contribui tanto para o crescimento do país faz jus a um maior apoio do Governo Federal. A federalização da Furb é estratégica para acelerarmos ainda mais o desenvolvimento humano e econômico do nosso Vale e da nossa Santa Catarina.

Outra vez estamos esperançosos. Já possuímos a aprovação do Ministério da Educação e a pauta chegou ao Ministério da Economia, onde os custos da operação passam por análise. Fomos à Brasília, na última semana, e sentimos um clima favorável.

Será que finalmente poderemos ser testemunhas de mais jovens chegando à universidade, com o estudo gratuito e de qualidade? Poderemos contabilizar mais emprego e renda para Blumenau e região? Presenciaremos um pouco mais de igualdade, de justiça social?

Por André Espezim – secretário de Comunicação Social da Prefeitura de Blumenau, contador e bacharel em Direito